Voltar

Notícias

Fique atento aos riscos elétricos em casas e escritórios

15 de dezembro de 2016

Fique atento aos riscos elétricos em casas e escritórios

Nas últimas décadas o aumento expressivo no número de equipamentos ligados às estruturas elétricas de casas e ou escritórios tem demandando um cuidado maior dos seus proprietários. Uma única pessoa utiliza diversos equipamentos que são alimentados pela energia elétrica, o que nos traz muita facilidade e praticidade no dia a dia, porém, todos  esses equipamentos se não forem utilizados de forma correta podem ocasionar uma sobrecarga elétrica e até mesmo, um curto circuito. De acordo com o engenheiro eletricista da A3E Engenharia, Jacir Vicente Werle, para evitar acidentes, existem muitas situações de risco que merecem cuidados, principalmente porque estimativas mostram que 70% de casos de incêndio em residências ocorrem em função de curto circuito nas instalações elétricas. Não se deve conectar mais de um equipamento na mesma tomada utilizando os chamados Ts, benjamins ou extensões que podem requerer o triplo da corrente de energia em uma única tomada da instalação, não são normatizados e podem gerar sobrecargas e aquecimentos na instalação. Nesse ponto, ele reforça que as 'gambiarras' e os 'jeitinhos' nas instalações elétricas são totalmente desaconselháveis e perigosos. “Quando houver a necessidade de aumento da instalação, seja por uma construção nova, ou mesmo uma nova carga como uma torneira elétrica, um ar-condicionado os circuitos devem ser dimensionados e as proteções revisadas, os eletrotécnicos habilitados pelo CREA são capacitados para rever as dimensões dos cabos e revisar a instalação para evitar acidentes, além do mais quando grandes cargas serão adicionadas, a concessionária de energia deve ser informada”, alerta.
O engenheiro ainda explica que outro item importantíssimo que merece atenção especial é o circuito elétrico da edificação, a fiação que deve estar em boa conservação, a carga bem distribuída, assim, não sobrecarregando o circuito. “O importante é sempre lembrar que se for necessário executar uma manutenção ou mesmo ao identificar uma irregularidade é sempre importante contratar profissionais qualificados para executar qualquer serviço elétrico. Assim evitamos a ocorrência de acidentes ou sinistros”, disse Werle  
 Outros cuidados:
• Cuidado ao usar os equipamentos em momentos de muita chuva, se houver relâmpagos ou descargas elétricas, é melhor evitar o uso;
• Ao adquirir um produto novo verifique sua tensão se a mesma é 110V ou 220V e também a tomada que o aparelho será usado.
• Fios descascados quando encostam um no outro, provocam curto-circuito e faíscas, devem ser devidamente isolados;
• Fiações expostas (a fiação deve estar sempre embutida em eletrodutos, canaletas);
• Cuidados com os cabos que alimentam os eletrodomésticos que devem estar íntegros, se forem detectadas rachaduras, ressecamento ou amassados esses cabos precisam ser substituídos;
•Inexistência de aterramento adequado para as instalações e equipamentos elétricos, como tomadas, torneiras e chuveiros elétricos, ar condicionado, entre outros. É determinantemente proibido aterrá-los em canos d’água metálicos.
 

Por Daniela de Oliveira