Voltar

Notícias

ENERGIA SOLAR

Economize gerando sua própria energia elétrica sustentável

14 de fevereiro de 2017

ENERGIA SOLAR

A possibilidade de praticamente zerar a conta de energia elétrica está mais próximo da realidade. A alternativa é a energia fotovoltaica, mais conhecida como solar, na qual você só paga para a distribuidora a diferença da energia que consumiu e aquela que produziu. De acordo com o engenheiro elétrico da A3E Engenharia, Jacir Vicente Werle, diversas residências já estão implantando o sistema já que o retorno do investimento se dá em pouco tempo, além de valorizar a propriedade e investir em uma energia sustentável, renovável e limpa.
Para uma residência unifamiliar de consumo médio mensal de 240 quilowattshora (kWh) o investimento gira em torno de R$ 13 mil a R$ 15 mil e o retorno do mesmo acontece em cinco anos. Após o período, toda a energia produzida compensa todo o consumo da unidade, restando apenas o valor da taxa mínima que hoje em uma unidade monofásica seria de até 30 kWh, ou seja, R$ 15,00.
Jacir explica que em períodos em que o sol é mais frequente, como no caso do verão, é possível gerar mais energia do que o consumo daquela unidade, o que permite que este seja utilizado em períodos em que há menos iluminação, como no inverno. “Toda a energia produzida se torna creditada para aquele usuário. Essa energia também é isenta de ICMS no RS e poderá ser utilizada em até 60 meses. Ou seja, se você gerar “x” de energia e depois de um tempo parar, se tiver o crédito pode utilizar a mesma em no máximo cinco anos”, destacou. Este é um investimento em longo prazo, ou seja, para 25 a 30 anos.
A energia solar também é uma forma de preservar o meio ambiente “Gerar energia a partir de uma fonte limpa e renovável, como no caso do sol, ajuda a diminuir a emissão de gás carbônico e outros gases poluentes ou impactos ambientais que são gerados pelas fontes não limpas que usualmente são utilizadas na geração de energia em larga escala”, disse. O engenheiro ainda enfatiza que um dos grandes diferenciais deste sistema de energia é que é possível acompanhar a geração em tempo real através do smatphone ou computador através de um aplicativo. Além disso, outro diferencial é a instalação em condomínios. “Se todos quiserem se unir e colocar o sistema o investimento é rateado entre todos, mas há a possibilidade de separar aqueles que não desejem participar. Em pouco tempo o investimento é retornado ao consumidor e dali pra diante passa a ter somente lucro”, enfatizou.
 
Acreditando na energia sustentável 
O coordenador de vendas de exportação, Elvio  Ransolin, instalou em janeiro 12 placas de 260Wp em sua residência em Passo Fundo, onde mora com a esposa. Segundo ele, esta instalação foi pensada exatamente na busca de uma energia sustentável, renovável e limpa. “Muitas pessoas pensam em primeiro momento nos custos não foi o nosso caso, até porque nossa energia elétrica nunca foi exorbitante. Nós primeiro pensamos no meio ambiente, no que podíamos contribuir estar gerando uma energia renovável e limpa”, contou. Ransolin ainda disse que outro fator determinando para a decisão foi  valorização do imóvel. “Um imóvel autossuficiente em energia elétrica tem uma valorização acima do normal no mercado, então,isso também foi importante na hora de decidir pela instalação”, declarou. O resultado financeiro ainda está sendo analisado, mas de acordo com o projeto,  a partir de agora Élvio deverá pagar apenas a taxa básica da conta de energia elétrica tradicional e em breve já estará gerando energia para si e podendo compartilhar com outras residências. 

Como funciona o sistema
O painel solar é instalado no telhado da residência e toda a vez que a radiação do sol bater nele ele estará gerando energia, mesmo em dias nublados. Esta energia passa por um inversor solar que converte a corrente contínua para alternada e equaliza com a frequência da sua residência. Desta forma a energia solar está agora igual a da rede elétrica. A energia sai do inversor e é conectada na rede de energia da sua casa, normalmente o sistema é conectado no quadro de luz. Essa energia vai sendo utilizada pelas luzes da casa, eletrodomésticos e tudo o que consome energia que esteja conectado na tomada. Se não tiver geração suficiente o resto da energia é fornecido pela distribuidora de energia. Se a sua casa gerar mais energia solar do que está consumindo naquele momento a energia extra vai para a rede da distribuidora e gera um crédito de energia para você e o prazo para usar o excedente de energia é de cinco anos.
 
Vantagens da Energia Solar
- Economia Financeira;
- Independência energética;
- Impacto Sócio Ambiental;
- Pioneirismo Tecnológico;
- Redução da emissão de gases poluentes no planeta;
- Movimenta a economia do País e gera empregos.
 
Energia do futuro
Em 2015, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estimava que até 2024 poderiam ser instalados até 620 mil painéis voltaicos em telhados residenciais. A Aneel informa que atualmente, no Brasil todo, 8.807 unidades consumidoras de energia elétrica estão aproveitando os benefícios da geração própria de energia elétrica. Juntas, elas representam 76 megawatts de potência instalada.